sexta-feira, 13 de setembro de 2013

A elite que dá forma e vida à história

1 comentários
 

"A realidade e, portanto, o valor de uma ideia histórica, não se mede pelo número de adeptos que a serviram, mas pela sinceridade, pelo génio, pela energia espiritual luminosa e criadora dos poucos que acreditaram nela e daquele que ergueu o pendão dessa fé e teve a virtude de arrastar multidões. A história não é feita por heróis nem por massas, mas pelos heróis que acolheram no coração o frémito secreto e o ímpeto potente das massas, e pelas massas que só fazem história quando encontram num homem a consciência da sua alma obscura.
Na verdade, o mundo moral é o das multidões, mas das multidões governadas e postas em movimento por uma ideia de traços precisos que se revela apenas a poucos, à elite que dá forma e vida à história. Multi vocati, pauci vero electi."

Giovanni Gentile
in "A Filosofia do Fascismo".

1 comentário:

  1. se assim o fosse Hitler e napoleão seriam filhos da elite e não filhos de comuns..além do mais não se pode confundir elite com meia dúzia..elite na teoria são os melhores de um povo..e sabemos que aquelas dondocas e aqueles parasitas que estão no topo estão mais pro lixo do lixo que pra nata..

    ResponderEliminar

 
© 2013. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff