sexta-feira, 15 de novembro de 2013

O mito de uma economia de serviços que iria substituir a velha economia fabril

0 comentários
 

"Nos Estados Unidos, a globalização representou o desmantelamento acelerado da base industrial nacional e a sua transferência para outros países onde a mão-de-obra era baratíssima e onde não se aplicavam regulamentações de defesa do ambiente. Também representou a ascensão de uma «economia de serviços» ou, melhor, do mito de uma economia de serviços que iria substituir a velha economia fabril. Digo «mito» porque era essencialmente absurdo, como a velha história da aldeia que prosperou porque os seus habitantes trabalhavam todos lavando a roupa uns dos outros. Com efeito, na economia de serviços criavam-se cada vez menos coisas reais com valor. Era mais outra manifestação temporária e inconstante da tremenda entropia produzida pelo contributo de combustíveis fósseis baratos."

James Howard Kunstler
in "O Fim do Petróleo - O Grande Desafio do Século XXI", Bizâncio, 2006

Sem comentários:

Enviar um comentário

 
© 2013. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff